O câncer de próstata é o segundo que mais atinge homens no Brasil. Por isso a campanha do Novembro Azul – um movimento mundial que busca conscientizar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do tumor.

Prevenção do câncer de próstata

A preocupação aumenta com a chegada da idade. Até os homens que reclamam de ir ao médico acabam cedendo e aceitam o exame de toque retal, usado para fazer o diagnóstico precoce do câncer de próstata. 

Mesmo assim, a doença ainda é uma grande ameaça à saúde masculina. Só perde para o câncer de pulmão no número de mortes provocadas anualmente. Mas a prevenção pode começar bem antes dos 45 anos, idade em que o homem deve começar a fazer consultas anuais com o urologista.

“Há alimentos que previnem o câncer de próstata e outros que podem influenciar o aparecimento da doença, em pacientes com pré-disposição a ela”, segundo nutrólogo. Fazer uma dieta seletiva, portanto, é fundamental para a saúde do aparelho reprodutor. A melhor parte dessa história? 

“Existem opções muito saborosas, disponíveis no dia a dia, indicadas para prevenir o câncer na próstata, não são alimentos difíceis de encontrar”, diz outro nutrólogo. Confira então quais são os itens indispensáveis na mesa do homem saudável.

Leite e derivados

O leite é uma ótima fonte de vitamina D e cálcio, substâncias que ajudam no processo de apoptose (autodestruição de células que não estão funcionando bem, característica das células cancerígenas). Além disso, essas sustâncias melhoram o funcionamento do sistema imunológico, ajudando a combater doenças. Consumir até 500 ml de leite por dia realmente ajuda a afastar o câncer de próstata.

Mas, se consumidos em excesso, o leite e seus derivados podem ter o efeito contrário, aumentando as chances desse tipo de câncer. Consumir mais do que meio litro de leite por dia pode aumentar em até 20% as chances de câncer de mama e de próstata. O cálcio em excesso diminui a absorção de vitamina D no organismo, essencial no processo de proteção contra câncer de próstata.

Alho e cebola

O consumo de alho e cebola pode diminuir em até 30% as chances de câncer de próstata. Compostos sulfurosos, nutrientes antioxidantes que impedem a ação dos radicais livres, assinam a boa notícia. Meia cebola ou dois dentes de alho por dia já diminuem as chances desse tipo de câncer.

Tomate

Talvez o mais famoso amigo da próstata, o tomate é rico em licopeno, substância de alto poder antioxidante. Essa proteção pode diminuir em até 33% as chances de desenvolvimento de tumores na próstata.


Mas atenção: o organismo só consegue absorver o licopeno de alimentos cozidos, homens com mais de 50 anos, habituados a consumir molho de tomate ou catchup mais de 10 vezes por semana, podem diminuir em até 50% as chances da doença.

Soja

Conhecida por ser um alimento bastante versátil, a soja também desempenha um papel importante na hora de prevenir câncer de próstata. A revisão de vários estudos indica que a genisteína, um tipo de isoflavona, aumenta a capacidade de autodestruição (apoptose) das células cancerígenas.

Oleaginosas

As oleaginosas, como nozes, amêndoas, avelã e amendoim, são ricas em selênio, mineral com ação antioxidante e que ajuda na renovação das células. Duas nozes por dia, por exemplo, já suprem as quantidades diárias recomentadas de selênio. Além disso, as oleaginosas contêm vitamina E, nutriente que melhora o funcionamento do sistema imunológico.

Brócolis

Vegetais como brócolis, couve flor e espinafre diminuem os casos de câncer de próstata. Isso acontece porque esses alimentos são ricos em ácido fólico, nutriente que combate o efeito dos radicais livres nas células. O consumo de pelo menos um vegetal verde por dia para garantir o efeito preventivo é recomendado.

Chá verde

Beber cinco xícaras de chá verde diariamente pode ajudar a diminuir em 50% o risco de desenvolvimento do câncer de próstata.

Um estudo avaliou cerca de 50 mil pessoas, com idades entre 40 e 69 anos para descobrir que a catequina, substância encontrada em abundância na bebida, além de inibir o crescimento das células cancerígenas, também pode reduzir a quantidade de testosterona presente no corpo – hormônio relacionado ao desenvolvimento do tumor. 

Fonte: minhavida

Este artigo foi útil?
Avalie

0 / 5. 0

0